segunda-feira, 22 de setembro de 2014

A MISSÃO DE CADA UM

Amados irmãos,
Paz, luz, amor e equilíbrio a todos!

Abaixo um texto sobre a missão de cada um, na visão de Leandro José Severgnini.
Achei a visão dele muito simples e de fácil entendimento e decidi compartilhá-lha com vocês.
Na realidade, é basicamente o nosso EGO que não aceita a simplicidade e isso causa grandes transtornos internos, no afã de encontrarmos uma "missão" e deixarmos a verdadeira missão de lado: Mudarmos a nós mesmos!
Espero que gostem!

Abraços de Luz,

R.Doche
- A chave é você!"


A MISSÃO DE CADA UM


por Leandro José Servergnini

Quando adentramos no caminho espiritual, acabamos nos interessando mais por nós mesmos, por nossa natureza cósmica e, naturalmente, por uma fórmula que possa acelerar este processo de conhecimento de nós mesmos. Uma das perguntas mais frequentes que surgem em nossa mente é: "qual é a minha missão? O que eu vim fazer aqui? Será que estou no caminho certo?"
Segundo meu entendimento, é um momento sublime quando passamos a nos interessar pelo cumprimento de nosso projeto existencial, pois demonstra um avanço na consciência. Lembro que quando eu comecei a me questionar desta forma, eu ficava angustiado na ânsia de receber respostas. Sentimento natural, fruto de ingenuidade. Somente mais tarde, após muito empenho no estudo e no desenvolvimento da paciência é que fui entender que não precisamos de nenhum guru ou mestre espiritual para nos falar sobre nossa missão espiritual aqui na Terra, pois a missão é a mesma para todos: nossa missão é o nosso aperfeiçoamento moral, nossa missão é sair daqui melhores do que éramos quando chegamos. 
Eu sei, essa resposta pode não ser satisfatória a todos. É que o nosso ego não se contenta com o simples, o nosso ego quer nos fazer acreditar que nós temos missões, às vezes, maiores do que aquilo que está ao nosso alcance. Nossa vaidade também nos faz vítimas da ilusão de que podemos abraçar o mundo e fazer muitas coisas, realizar "muitas missões", enquanto a grande missão conosco mesmo vai ficando de lado. 
É óbvio que não devemos cruzar os braços e abandonarmos as questões imediatas que nos cercam (família, sociedade, trabalho, etc.), mas precisamos estar conscientes de que a realização e equilíbrio das coisas externas estão proporcionalmente ligadas ao nosso grau de realização e equilíbrio interno. Jesus dizia:"buscai primeiro o reino de Deus e o resto vos será dado por acréscimo". Interpretando para a nossa realidade espiritual é o mesmo que dizer: "estabeleça a paz, o equilíbrio e a harmonia dentro de você independente das circunstâncias externas; realize a divindade que está latente em você; conecte o seu espírito com a harmonia cósmica; o restante, bem, o restante simplesmente vai fluir sem maiores esforços". 
Esta é uma doutrina semelhante ao conceito básico do taoísmo que diz que devemos nos sintonizar com o fluxo natural das coisas, com o fluxo da vida, mas para isso precisamos entender que o fluxo natural da vida nem sempre coincide com o fluxo que o nosso ego gostaria. E nem poderia ser diferente, pois nenhum ego é capaz de compreender a amplitude da sabedoria cósmica. 
A minha sugestão é que antes de nos preocuparmos se estamos ou não cumprindo as missões "externas", precisamos olhar para dentro de nós mesmos e questionar se estamos cumprindo com a nossa missão "interna". Tenha em mente que não estamos aqui para nos realizarmos profissional ou amorosamente. Nós estamos aqui para nos realizarmos espiritualmente, pois esta é a única realização duradoura, todas as outras são tão transitórias e passageiras quanto a vida na matéria. 

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&
*************************************************************************
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

MENSAGEM MESTRE K-17 - DEVEM MANTER A VOSSA DEVOÇÃO AOS IDEAIS SUPREMOS ...


Amados irmãos,
Assalamu Alaikum!

Segue mensagem do Mestre K-17, canalizado pela irmã Tatiana Mickushina, na sequência das mensagens do último solstício.
Realmente, a coisa está apertando e devemos agir ... a começar dentro de nós mesmos, ficando sempre atentos aos detalhes específicos, principalmente os constantes nesta mensagem.
Espero que gostem e como sempre fiquem a vontade para divulgarem ou tecerem quaisquer comentários.

Abraços de luz a todos,

R.Doche
-A chave é você!-


DEVEM MANTER A VOSSA DEVOÇÃO AOS IDEAIS SUPREMOS EM
QUALQUER SITUAÇÃO 
Mestre K-17 
25 de Junho de 2014 

EU SOU o mestre K-17. É a primeira vez que venho até vós através da nossa 
mensageira 
Talvez já tenham ouvido o meu nome referido por mensageiros anteriores. Eu 
represento o Serviço de Segurança do Espaço na Terra. 
A minha vinda é sinal da extrema importância do momento actual, pois é muito raro 
eu fazer qualquer comunicação directa. 
Na verdade, não vim hoje fornecer qualquer ensinamento ou orientação. Vim trazer-
vos recomendações e advertências específicas. 
Da minha perspectiva, a situação no planeta tomou um rumo extremamente perigoso. 
Torna-se cada vez mais difícil conter as forças que se nos opõem. Tem sido 
necessário todo o poder da Hierarquia da Luz para equilibrar a situação. 
Poderão observar isso através dos eventos que estão a ter lugar na Terra. Conflitos e 
operações militares tornam-se cada vez mais presentes em todo o lado. Aqui e ali, 
começam a surgir as piores manifestações da consciência humana. 
Existem muitas forças que não desejam que a humanidade escolha o caminho de 
desenvolvimento Divino. Elas desenvolvem todos os esforços para afastar do caminho 
Divino o maior número possível de almas. Para isso, tomam todas as medidas e 
utilizam as técnicas mais insidiosas. 
Estas forças procuram causar distorções e perversões nas áreas mais sagradas da 
vida humana. Em mensagens anteriores, foi-vos dito que elas influenciam muitos 
ministros da religião que, na verdade, não servem a Deus. Agora, recordar-vos-ei 
outra triste faceta da vida humana - as guerras e o derramamento de sangue. 
O fomento e a expansão de várias zonas quentes no planeta está a ocorrer através do 
cultivo do ódio e da agressão na consciência de grande parte da humanidade. 
É claro que está a decorrer um processo que procura instigar a agressividade na 
consciência das pessoas. Em primeiro lugar, a influência dos meios de comunicação 
social, a maioria dos quais estão sob o patrocínio das forças que se nos opõem; por 
outro lado, também a indústria de entretenimento e jogos de computador (que as 
crianças e os adultos gostam de jogar) desempenham um papel fortemente negativo 
neste processo. Muitos destes jogos consistem basicamente em ter muitos 
participantes a matarem-se mutuamente com um grande número de armas. Assim, 
um passatempo aparentemente inofensivo transforma-se numa das maiores fontes de 
perigo do vosso tempo. 
As crianças sempre brincaram às guerras. Foi assim que desenvolveram as 
qualidades de guerreiros e defensores da sua Pátria. Foi algo que cultivámos e de que 
nos congratulámos. No entanto, agora, em vez de se cultivarem motivos nobres que 
justifiquem a luta, os únicos critérios aceites são o lucro fácil, a crueldade e a sede de 
sangue. 
Além dos jogos de computador, em muitos filmes a agressão e morte são cultivadas e 
mostradas de forma “colorida”, eliminando assim gradualmente da consciência dos 
jovens a fronteira entre a moralidade e a imoralidade, o bem e o mal. 
Os jovens criados em tais ambientes grotescos e agressivos perdem o sentido da 
realidade. Existem muitas organizações que atraem para as suas fileiras esses jovens 
alienados por filmes e jogos. Após vários anos de lavagem cerebral com a ideologia 
da violência e agressão, muitos desses jovens transformam-se facilmente em 
mercenários e assassinos profissionais. 
Os primeiros passos parecem bastante inofensivos. Com 6 ou 7 anos de idade, a 
criança senta-se na frente do computador e mata alvos de brincar. Aos 12-13 anos de 
idade, a mesma criança começa a assistir filmes que cultivam a violência. E com a 
idade de 16-17 esse indivíduo estará pronto para ser recrutado por organizações de 
mercenários e assassinos. 
É assim que o sistema reproduz a violência. Em primeiro lugar, a violência é fixada e 
banalizada na consciência; e alguns anos depois, essa violência manifesta-se no 
plano físico através dos jovens que nunca ouviram falar sobre Deus e o Divino, mas 
que dedicaram muitas horas a assistir a cenas de assassinatos e violência. 
Nas sociedades onde a educação moral da juventude é negligenciada, torna-se muito 
difícil erradicar a violência. 
É por isso que nós, os Mestres Ascensionados, vimos recordar a necessidade de 
acções concretas no plano físico. Essas actividades devem ser realizadas a nível 
legislativo e social, bem como em todos os níveis da estrutura do Estado de todos os 
países do mundo. 
Apesar da resistência que muitas forças oporão, é necessário lembrar-vos a obrigação 
de orientarem a vossa vida de acordo com padrões Divinos. 
Recordo-vos também a obrigação de agir. Não importa se as vossas ações serão bem 
ou mal sucedidas no final. O que conta são acções correctas praticadas com boas 
motivações. 
É isso que permanecerá convosco e com a vossa alma como experiência de vida, e 
será exactamente essa experiência de vida que transitará convosco para a próxima 
encarnação. 
Quanto à experiência adquirida pelos indivíduos que se opõem às forças da Luz, a 
sua experiência também vai ficar com eles. No entanto, há uma diferença entre estas 
duas experiências. 
Quando fazem escolhas Divinas e agem de acordo com os mais elevados modelos 
morais, elevarão as vossas vibrações e ascenderão ao longo da espiral do 
desenvolvimento evolutivo. 
Quando fazem escolhas não-divinas, movem-se numa espiral descendente e a vossa 
alma desce os degraus da involução. 
Assim, actualmente, está a ser feita uma separação muito rápida das almas capazes 
de evoluir das que se instalam nos planos inferiores do ser e caminham gradualmente 
para a não-existência. 
É preciso que compreendam que não importa o que as outras pessoas fazem. A 
desculpa de que estavam apenas a fazer o que todos os outros faziam não será aceite 
perante a Justiça Divina. 
Não, é preciso que aprendam a fazer escolhas Divinas, mesmo que todas as pessoas 
em redor estejam envolvidas em atividades não-divinas. 
Esta é exactamente a Iniciação por que todas as almas encarnadas estão actualmente 
a passar. 
Devem manter a vossa independência de espírito e uma absoluta devoção aos Ideais 
Supremos em qualquer situação. 
Agora, depois de vos ter falado sobre algumas especificidades do momento actual, 
gostaria de dizer algumas palavras de despedida. 
Vocês são guerreiros no mundo! 
Vocês são os guerreiros da Luz! 
Vocês são os cavaleiros do Espírito! 
Não se deixem influenciar pelas circunstâncias de sua vida - nunca se esqueçam 
disso! 
O vosso dever é dedicar a vida ao serviço de Deus e do Divino! 

Eu sou o mestre K-17!



*********************************************************************************
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
*********************************************************************************

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

MENSAGEM DO MESTRE OMRAAM MIKHAEL AIVANHOV - NUNCA DESANIMEIS

Amados irmãos,

Recebi um lindo texto do Mestre Aivanhov, que imediatamente compartilho com todos.
Momentos difíceis ... batalhas nervosas ... temos que passar, temos que enfrentar.
Espero que gostem e por favor, compartilhem se desejarem.

Beijos de Luz,

R.Doche
-A Chave é você!-


NUNCA DESANIMEIS
Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov

Para nunca cair no desespero, é preciso saber à partida que, o que quer que se queira fazer na vida, mesmo as melhores coisas, será necessário enfrentar o mal sob a forma de dificuldades e de obstáculos. Não ver o mal é perigoso. Aquele que nunca vê o mal não toma precauções, não faz nada para arranjar as coisas ou neutralizá-las e acaba por cair numa armadilha. Paga-se sempre muito caro a sua ingenuidade, e paga-se primeiro que tudo pelo desânimo. Quem está cheio de ilusões, na primeira ocasião difícil perde o equilíbrio e cai.
O desânimo está sempre à espreita, mas existem métodos para lhe fazer frente. Quando começardes a sentir-vos acabrunhados, abatidos, a primeira coisa a fazer é dizer a vós próprios que esse estado não durará. Por um momento, refugiai-vos em vós mesmos, como se entrásseis em hibernação, e permanecei assim até encontrardes de novo o alento. O desânimo é como o inverno; mas depois do inverno regressa a primavera. Conforme os anos, ele vem mais cedo ou menos cedo; às vezes vem muito tarde, mas acaba sempre por chegar. Por isso, nunca se deve perder completamente a esperança. Num momento ou noutro, mais tarde ou mais cedo, o vosso entusiasmo e a vossa energia voltarão. Quantos não desistiram apenas alguns instantes antes das forças da primavera ressurgirem neles! E foi pena, eles iam finalmente ser salvos, mas não pressentiram nada da renovação e perderam-se…
Deter-se naquilo que corre mal é muito prejudicial, pois desse modo o que é mau torna-se ainda pior. Quaisquer que sejam os vossos tormentos, nunca deixeis obscurecer completamente o vosso céu interior. Dizei a vós mesmos: «Talvez nem tudo esteja ainda perdido, esperemos mais algum tempo.» Pouco a pouco, a escuridão dissipar-se-á e o frio deixar-vos-á.
Na vida – é preciso saber isto! – é-se sempre obrigado a passar por períodos difíceis, por vezes muito difíceis. Na terra é assim, está-se necessariamente sujeito às alternâncias: o dia e a noite, o calor e o frio, a alegria e a dor, a primavera e o inverno. É preciso aceitar e aprender a trabalhar com esses elementos, porque – não alimenteis ilusões! –, quando tiverdes conseguido triunfar em certas provas, outras virão. Mas, fortalecidos pelas experiências anteriores, podereis sair vitoriosos em cada situação.
Não vos digo que, o que quer que aconteça, se deva repetir ingenuamente: «Eu estou feliz, eu estou feliz.» Digo-vos simplesmente que as dificuldades não são sinónimo de infelicidade definitiva e que elas não vos impedirão de ser felizes, o que é diferente. O sofrimento, a infelicidade, são realidades terríveis que é absolutamente impossível negar. Mas, seja o que for que vos aconteça, podeis fazer um trabalho pelo pensamento que vos permitirá não só aguentar as dificuldades, mas até sair delas enriquecidos. E essas riquezas não podeis guardá-las para vós: pela vossa atitude, pela vossa forma de encarar os acontecimentos, partilhá-las-eis com os outros.
Por que achais que a felicidade deve vir unicamente sob a forma que esperais? Tendes tantas possibilidades diante de vós! Mas não as vedes, não quereis vê-las, apegais-vos à ideia que tendes delas. Esperais que uma determinada porta se abra para vós, mas ela permanece fechada. Então, em vez de vos lamentardes diante dessa porta, pensai que poderão existir outras, ao lado, que se abrirão. Esperais coisas boas de alguém, mas não só essa pessoa não vo-las dá, como se mostra desagradável ou ingrata.
 

Muito bem, em vez de vos deixardes abater por essa decepção, olhai um pouco melhor à vossa volta: existem outras pessoas que estão certamente prontas a ajudar-vos; se permanecerdes concentrados na vossa decepção, unicamente ocupados a enviar maus pensamentos àqueles que vos decepcionaram, não vereis esses outros amigos que vêm ter convosco. É nesse sentido também que as dificuldades são úteis: elas obrigam-vos a fazer ou a descobrir o que não faríeis ou não descobriríeis sem elas.
Então, tomai consciência de que, muitas vezes, é por causa da vossa atitude negativa que não encontrais soluções para as vossas dificuldades. E por isso a vida continua a sacudir-vos, dizendo: «Mas, afinal, tu és cego, és surdo? Acorda, vê todas as outras possibilidades que se apresentam à tua volta!» E o que eu vos digo a vós, digo-o também a mim. Aliás, é precisamente porque fiz milhões de vezes estas experiências que eu posso falar-vos delas para vos ajudar. Pensais que eu poderia falar-vos assim se não tivesse vivido também grandes provações?
Quando, diante de certas dificuldades, sentis chegar o desalento e o desespero, não os considereis como inimigos que não têm o direito de vos atacar. Infelizmente, eles têm esse direito. É preciso, pois, aceitar os seus ataques sabendo que, graças a eles, muitas coisas correrão bastante melhor a seguir. E é verdade que, depois de um grande desalento, tendes energias incríveis. De onde vieram essas energias? Foi o desalento que as trouxe. É assim mesmo! Claro que é preciso ser prudente e evitar que o desalento não seja mais forte do que vós, que ele não vos arraste, como uma corrente poderosa que acaba por afogar-vos. Aceitai-o como algo inevitável, mas ficai atentos. Sim, eis mais um exercício.
Então, de agora em diante não peçais para não perderdes o ânimo; pedi somente para compreenderdes bem esse estado, porque ele traz riquezas, tesouros incríveis: a primavera que se segue ao inverno.
__________________________________________

Um pouco sobre o Mestre Aivanhov:
AÏVANHOV - UM EDUCADOR DA ALMA
- Por Wagner Borges -
Aivanhov
Omraam Mikhaël Aïvanhov (1900-1986) era búlgaro de nascimento, mas adotou, a partir de 1937, a França como seu lar. Era discípulo do mestre búlgaro Peter Deunov (1864-1944), que foi fundador da Fraternidade Branca Universal (1).
Aïvanhov levou para a França os ideais do mestre Deunov e, em 1943, fundou seu primeiro centro espiritual, na cidade de Sévres. A partir daí, começou a proferir palestras, que seus discípulos anotavam e gravavam para depois transcrever.
O resultado desses ensinamentos orais está hoje registrado em centenas de livros, publicados em várias línguas. Seu trabalho teve uma grande expansão de 1976 em diante, época em que a Editora Prosvetacomeçou a divulgar seus livros em vários países.
O que mais chama a atenção no trabalho do mestre Aïvanhov é sua simplicidade na abordagem de temas espirituais, em que ele apresenta os exemplos e correlações mais simples para explicar as complexas questões da alma humana.
Ele era um exímio contador de histórias e dotado de um grande senso de humor. Por vezes, para dar uma pausa na palestra, ele interrompia o que estava falando e contava algumas anedotas para alegrar seus ouvintes. Todo seu trabalho estava direcionado para o alargamento da consciência humana em direção ao seu aperfeiçoamento. Em outras palavras, transformar o homem-animal no homem-espiritual.
Pois bem, esse grande filósofo da simplicidade e pedagogo da alma não morreu, apenas se mandou para fora do corpo denso. Eagora, lá do plano extrafísico, ele continua a mandar mensagens com o mesmo objetivo central de seus ensinamentos: o aperfeiçoamento do homem.

**********************************************************************************************************************************
#############################################################################################
**********************************************************************************************************************************

MENSAGEM DE GAUTAMA BUDA - ENSINAMENTOS PARA O MOMENTO PRESENTE

Caros irmãos,
Desejo que todos estejam em paz!

Segue mensagem do Mestre Ascencionado: Gautama Buda, canalizado por Tatiana Mickushina.
Se fizermos uma reflexão profunda de como as coisas estão, veremos que o tempo das escolhas está se esgotando ...
A grande maioria das pessoas ainda resistem (inconscientemente) a acreditarem no Divino, na Luz e no Poder Divino que possuímos.
Isso mesmo! Temos o Poder Divino dentro de nós! Deus nos deu isso de presente! Basta usarmos da maneira correta ... canalizarmos esse poder para o Bem, para a Luz, sem deixar que as mídias de massa nos transformem em verdadeiros "zumbis das trevas".
Que possamos refletir sobre o que verdadeiramente está acontecendo com a humanidade, sem fingir que nada está acontecendo, ou ficarmos "em cima do muro", como se fóssemos inatingíveis ... super-heróis ou coisa parecida.
É hora de escolhas! Ou estamos na Luz, ou não temos saída: entraremos na escuridão profunda, juntamente com as forças que estão a dominar as massas, de maneira cruel e implacável!
O planeta vai evoluir, está evoluindo e podemos acompanhar ou não, depende de nosso livre arbítrio.
Pensem nisso, meditem a respeito, retirem um tempo para essa reflexão ... é muito importante!

Um beijo enorme de Luz em vossos corações!
Fiquem na Paz.

Com amor,

R.Doche
- A Chave é você!-




ENSINAMENTOS FUNDAMENTAIS PARA O MOMENTO PRESENTE
GAUTAMA BUDA 
24 de Junho de 2014 

EU SOU Gautama Buda. 
Eu vim de novo porque não posso deixar de estar presente neste momento difícil para 
a humanidade. 
É meu dever prestar-vos ajuda. E a ajuda que nós, os Mestres Ascensionados, 
podemos proporcionar à humanidade é transmitindo-lhe a nossa orientação e o nosso 
ensinamento. 
Como sempre, tentarei, nesta curta mensagem, resumir os pontos mais importantes e 
vitais do nosso Ensinamento para o momento presente. 
Todos vocês sabem, e cada um pode senti-lo na sua vida, que a Terra e a humanidade 
vivem atualmente um momento muito crítico. 
Na verdade, a consciência coletiva da humanidade encontra-se perante uma 
importante escolha - qual o caminho de desenvolvimento a seguir. 
No fundo, são confrontados com duas únicas opções - ou escolhem o caminho Divino 
de desenvolvimento, através de um processo de tentativas e erros - chamemos-lhe o 
caminho evolutivo; ou decidem abandonar o caminho definido pelo Criador para a 
humanidade da Terra. E, neste caso, encontrar-se-ão perante um cenário de 
degradação e depressão progressivas. 
Existem duas abordagens principais em todas as áreas da vida humana - o Divino e o 
não-divino. Todas as decisões que tomam durante o dia podem agrupar-se numa 
destas duas categorias. 
É fácil imaginar quão rápida e qualitativamente o mundo físico poderia mudar, se a 
maioria dos seres encarnados apenas fizesse escolhas divinas na sua vida. 
Mas, a partir do momento em que a humanidade deixa de pensar sobre o Divino e as 
suas Leis, torna-se praticamente impossível agir de acordo com elas. 
No passado, havia sempre instituições que recordavam às pessoas a existência de 
uma realidade Superior. Na maioria dos casos, seriam as religiões, homens santos ou 
diferentes ordens sagradas. 
No entanto, estas instituições foram perdendo a noção da sua missão e dividiram-se 
entre aqueles que seguem o Divino e os que servem as forças opostas. 
Torna-se cada vez mais difícil para quem não pertence a quaisquer confissões 
religiosas entender o que as diferentes religiões realmente propõem. 
E isto passa-se também em todas as outras esferas da vida humana. 
Há pessoas que possuem luz no seu interior e todas as suas decisões são iluminadas 
pela luz da verdade; e há pessoas que representam as forças da escuridão. Essas 
pessoas agem exatamente no sentido oposto. 
Da mesma forma que, em todas as esferas da vida humana, há pessoas com 
diferentes pontos de vista, também nas profundezas da sociedade trava-se uma luta 
constante entre a Luz e as trevas, o Divino e o não-divino. 
Mas, uma vez que a humanidade em geral não se preocupa nem liga a assuntos 
eternos e fundamentais como o bem e o mal, a luz e a escuridão, um homem médio 
dificilmente pode compreender o que está realmente a acontecer no mundo. 
Trava-se, no mundo atual, uma luta feroz entre as forças da Luz e as forças da 
escuridão. O resultado desta luta determinará o caminho que a humanidade vai 
seguir nas próximas décadas. 
No futuro próximo, dependendo da escolha coletiva da humanidade, ou haverá uma 
súbita mudança no sentido da abundância, prosperidade, renascimento da 
moralidade e da fé em Deus, ou, pelo contrário, instalar-se-á uma completa depressão 
e degradação em todas as esferas da vida humana. 
Nesta situação, não há possibilidade de tomar uma posição neutra. Ninguém pode 
enterrar a cabeça na areia como uma avestruz e esperar por melhores dias. 
Se cada membro da sociedade não começar a trabalhar ativamente, dias melhores 
nunca chegarão. 
Neste momento, existem probabilidades semelhantes para um desfecho favorável ou 
desfavorável no desenvolvimento da história humana. 
Devo dizer-vos que, no mundo atual, não existem assim tantas pessoas com posições 
francamente anti-divinas e que as sigam constantemente. 
Ao mesmo tempo, existem também algumas pessoas que tomam abertamente a 
posição Divina e se encontram firmemente do lado da Luz. 
O resto da humanidade, cerca de 99 por cento, pode cair sob a influência de qualquer 
uma das forças - da Luz ou da escuridão. 
E isso acontece sem que tenha consciência da situação. 
Por exemplo, imaginem que estão a assistir ao noticiário na TV e são informados 
sobre acontecimentos negativos em qualquer parte do mundo. Nesse momento, vocês 
envolvem-se emocionalmente com eles e, mais tarde, provavelmente quererão 
compartilhar essa situação com amigos, vizinhos e conhecidos. Fazendo-o, estão a 
apoiar e a reforçar este campo de energias negativo e colocam-se do lado das forças 
das trevas, que se alimentam e reforçam sobretudo com as energias negativas (raiva, 
sensualidade, vaidade, ambição, orgulho, agressividade...) produzidas pela 
humanidade. 
E isso acontece inconscientemente. Como a maior parte dos mass media (mídia de massa) são geridos 
por pessoas envolvidas com pontos de vista não-divinos, ao assistirem e reforçarem o 
seu campo emocional, vocês tornam-se condutores das forças das trevas. 
Ora, uma vez que a maioria da humanidade gasta uma quantidade significativa de 
seu tempo colada à televisão, isso significa que ela está dominada e obcecada pelas 
ideias transmitidas pelas forças das trevas. 
Sendo assim, em que direção é que acham que a humanidade se vai deslocar? 
A resposta é óbvia. 
O que pode então ser feito? 
Nós oferecemos-vos a resposta a esta pergunta nas nossas mensagens. 
Não se envolvam com estados negativos de consciência, mantenham constantemente 
a consciência positiva, libertem-se de todas as manifestações não-divinas na vida e 
cerquem-se com modelos de luz divina. 
Cada um torna-se aquilo que absorve. 
Se indiscriminadamente se expuserem à informação negativa que flui pelos meios de 
comunicação de massa, essa informação instalar-se-á na vossa consciência e, algum 
tempo depois, precipitar-se-á no plano físico sob a forma de diferentes manifestações 
negativas - é assim que as coisas e os ambientes negativos se reproduzem. 
Mas, é também assim que as coisas e ambientes positivos se podem reproduzir. 
O mecanismo de controle dos processos que ocorrem no mundo está no interior de 
cada ser. Há uma espécie de um interruptor ou válvula interna que tanto permite 
tomar decisões divinas como não-divinas. 
Todos os dias e várias vezes ao dia, cada um pode conduzir-se a si mesmo na direção 
divina ou não-divina. 
Nós ensinamo-vos a fazer distinções na vida e a manter a sintonia com o mundo 
Divino. 
O primeiro e mais importante passo será acreditarem na existência do mundo Divino 
e desejarem servir a Luz. 
Quando uma massa crítica da humanidade fizer esta escolha, as nossas preocupações 
desaparecerão - a humanidade terá optado pelo caminho do desenvolvimento 
evolutivo Divino. 
Por isso, trazemo-vos cuidadosamente o nosso Ensinamento. Trava-se uma luta para 
a salvação de, literalmente, cada alma. 
EU SOU Gautama Buda.

#################################################################################
*******************************************************
#################################################################################