terça-feira, 28 de outubro de 2014

A CADEIA VIVA DAS CRIATURAS

Irmãos, queridos irmãos,
Desejo que todos estejam bem e tudo esteja na mais perfeita ordem!

Abaixo outro texto do Mestre M. Aivanhov, demonstrando a ligação que temos com tudo e com todos ...
Apesar de parecer óbvio para alguns, é sempre importante lembrar, relembrar e relembrar sempre sobre nossa ligação, principalmente com o "Pai", o "Todo" e com nós mesmos!
Boa leitura!

Beijos de luz,

R.Doche
- A Chave é você! -



A CADEIA VIVA DAS CRIATURAS 
Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov


Todos os seres dos diferentes reinos da natureza estão ligados entre si.
Quer tenhamos consciência disso, quer não, tanto os seres que estão abaixo de nós como os 
que estão acima de nós estão ligados a nós.

Existe uma hierarquia viva na natureza e é graças a ela, graças ao elo que nos une a todos os seres superiores, que temos a possibilidade de nos elevar. 

Mas estamos ligados também a todos os seres que estão abaixo de nós, os animais, as plantas, as pedras, e esta ligação é extremamente potente. 
Se os nossos pensamentos, os nossos sentimentos e os nossos atos são honestos e puros, recebemos do Céu forças benéficas que se derramam em nós através desta cadeia viva e ininterrupta de criaturas. 

Mas estas correntes divinas não param em nós, atravessam-nos e descem até às criaturas situadas abaixo de nós e igualmente ligadas a nós nos reinos animal, vegetal e mineral. 
É assim que cada estado harmonioso que nós vivemos influencia beneficamente não só os seres humanos à nossa volta, mas também todos esses nossos irmãos e irmãs que são os animais, as plantas e as pedras. 
E, ao mesmo tempo, graças a uma outra corrente de circulação, as energias sobem do reino mineral até aos reinos superiores da natureza. 

Pode-se comparar este fenômeno às duas correntes que circulam no tronco de uma árvore: a corrente descendente transporta a seiva elaborada que alimenta a árvore, enquanto a corrente ascendente transporta a seiva bruta até às folhas, onde ela é transformada. 
Na Árvore cósmica, o homem encontra-se também na passagem destas duas correntes, que o atravessam e com as quais ele tem de aprender a trabalhar conscientemente. 

Aqueles que se esforçam por se ligar a esta cadeia viva de seres são incessantemente alimentados e dessedentados. 
Ao passo que, aqueles que creem que podem separar-se dela, ficam impossibilitados de absorver das suas energias e enfraquecem, pois de onde receberão eles o impulso, a inspiração, a sabedoria, o amor, as forças necessárias para a vida de cada dia? 
«Encontrá-las-ão em si mesmos», respondereis vós. Sim, por algum tempo talvez, mas esgotarão rapidamente as suas reservas.

Mesmo que tenham começado grandes projetos, terão de interromper esses trabalhos, porque é impossível realizar qualquer coisa de grandioso se não se estiver ligado à cadeia viva das criaturas. 
É exatamente como se uma lâmpada imaginasse que poderia iluminar sem estar ligada à central elétrica. 

Não, é a central que lhe envia a corrente; a lâmpada é somente um condutor. 
Na realidade, nós estamos ligados à Fonte divina quer queiramos quer não, mas esta ligação deve tornar-se consciente: assim, beneficiaremos plenamente dela para a nossa evolução e a de todas as criaturas do universo. 

O homem pode ser poderoso, pode fazer milagres, mas só se ele se tornar um condutor consciente das energias do alto.

********************************************************************************
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
********************************************************************************

Nenhum comentário:

Postar um comentário